Divulgação e Protecção do Património do Vale do Bestança
Header

Descida do Bestança 2019 – Mergulhos no Bestança

Julho 8th, 2019 | Posted by admin in Actividades | Destaques

Dias 20/21 de Julho de 2019

Vem aí o calor e também a vontade de viver momentos agradáveis à sombra de frondosas árvores; ou então dar uns bons mergulhos nas límpidas e frescas águas do Bestança, no poço do Prado e noutros a jusante e montante, haja vontade em percorrer o leito pedregoso do rio.

Este ano, privilegiaremos o convívio no campo e refúgio do Prado. Apreciaremos o rumorejar das águas corredias do Bestança e do Barrondes, e admiraremos o voo perscrutador dos milhafres, bem lá no alto, revoluteando nos céus acima das fragas da Arruinha.

Programa

Dia 20

  • 9H30 – Concentração em Valverde e transporte de mochilas e tendas em trator para o Prado;
  • Manhã e tarde livre para mergulhos no Bestança, fotografia, leituras, jogos tradicionais e outras atividades lúdicas.
  • 19H00 — Jantar ( este ano surpresa! ) no Prado
  • Noite dentro: Canções e animação em redor da lareira.

Dia 21

  • 9H30 – Pequeno-almoço
    Segue-se a desmontagem de tendas e o transporte em trator para Valverde.
  • 12H30 — Almoço: assados e grelhados no Prado.

Informações

Os participantes devem trazer refeição de almoço de sábado, fato de banho, toalha, muda de roupa e calçado, creme solar, lanterna, talher e prato para as refeições, artigos de higiene ( para os que pernoitam ).

Inscrições até ao dia 16. TLM: 96 8013140

O preço das refeições será de 25 mergulhos, bem contados!

Esta é uma atividade sem fins lucrativos e sem organização de carácter profissional; não se responsabiliza a Associação para a Defesa do Vale do Bestança por quaisquer danos ou acidentes ocorridos; os participantes devem munir-se de Seguro de Acidentes Pessoais. Com esta iniciativa visa-se o convívio com a Natureza, a sensibilização para a importância de preservarmos o rio Bestança na sua biodiversidade e pureza das águas.

NB – Informamos que este ano não haverá poesia pós-prandial musicada pela correnteza das águas e lento piar da coruja. Lamentamos muito, mas o poeta ( a sua verve seja mantida…e aperfeiçoada! ) vai a banhos para sul!

You can follow any responses to this entry through the RSS 2.0 Both comments and pings are currently closed.